.

AMB

A MB planeja a construção de um navio patrulha em grande escala, trazemos para o debate a classe finlandesa "Hamina", de 250 toneladas, praticamente o mesmo deslocamento dos nossos atuais classe "Gurupi"..

NO MAR

.

..

segunda-feira, 24 de junho de 2013

revista

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Comandante da Marinha elege a formação e construção de infra-estruturas como prioridades para 2013


O comandante da Marinha de Guerra Angolana (MGA), Almirante Augusto da Silva Cunha “Gugu”, garantiu imprimir um maior dinamismo em prol do desenvolvimento do Ramo em 2013, no sentido de consolidar as estruturas criadas no quadro do Processo de Reedificação das FAA em curso. O Almirante fez esse pronunciamento quando discursava na cerimónia de cumprimento de fim de ano, que teve lugar dia 28 de Dezembro de 2012 na Base Naval de Luanda, elegendo como prioridade a construção de infra-estruturas.

Novo curso de Instrução Militar Básica inicia no Ambriz


A cerimónia de abertura do curso de Instrução Básica Militar(IMB)terá início este mês de Janeiro de 2012 na Escola de Fuzileiros Navais do Ambriz. O acto de abertura será presidido pelo Comandante dos Fuzileiros Navais, Contra-Almirante Bamba Zifua Castro. Neste momento decorre em Luanda os testes médicos dos mancebos.

Navio de guerra espanhol visita Angola no início do Novo Ano


O navio de patrulha oceânica “Bam Relâmpago”, da Armada espanhola, esteve em Luanda, onde permaneceu cerca de dois dias, para uma visita destinada a aprofundar a cooperação entre os dois países e as duas Marinhas de Guerra.
Bam Relâmpago participou desde 17 de Agosto, sob a bandeira europeia, na Operação Atlanta, cujo objectivo foi lutar contra a pirataria no Oceano Índico.O “Bam Relâmpago” efectua visitas a vários portos de África, para estreitar com as Armadas do continente a cooperação em segurança marítima. Antes de chegar a Angola esteve em Moçambique, África do Sul e Namíbia.

Professor Fernando Mourão apresenta sua Visão sobre o Golfo da GUINÉ





“Visão estratégica e tecnologias de Ponta no processo de integração marítima dos Estados membros da Comissão do Golfo da Guiné”, foi tema de uma conferência proferida, esta terça-feira, na Academia Naval, em Luanda, pelo Professor Brasileiro Fernando Mourão.